Recentes

'Luizito' Fernando brilha, Atlético-GO despacha Nacional e avança às semis da Sula

Uma linda história segue sendo escrita pelo Atlético Goianiense na Copa Sul-Americana

        Foto: ALAN DEYVID/DIVULGAÇÃO/ATLÉTICO-GO

Após vitória impactante em Montevidéu contra o poderoso e tradicional Nacional, de Luisito Suárez, o Dragão recebeu os uruguaios, no Serra Dourada, mostrou força outra vez e, com o brilho do carrasco Luiz Fernando, venceu com autoridade por 3 a 0.

Protagonizando sua melhor campanha de sempre na Sula, o Rubro-Negro agora se prepara para encarar uma semifinal inédita, onde terá como adversário um brasileiro: São Paulo e Ceará decidem a vaga nesta próxima quarta. 

Dragão é letal 

Sem se acomodar com a vantagem construída em Montevidéu, o Atlético Goianiense, empurrado por seu torcedor, adotou uma postura agressiva nos primeiros minutos e não demorou para ser recompensado. 

Logo aos cinco, após cobrança de lateral pelo lado direito, o centroavante Churín recebeu na área e escorou para Luiz Fernando, que bateu firme e inaugurou o marcador no Serra Dourada. Do outro lado, com Luisito Suárez no banco, o Nacional tentou uma resposta imediata, mas encontrou dificuldade para superar a marcação rubro-negra. 

Aos 20, na melhor chance uruguaia, Gigliotti girou bonito para cima de Klaus e bateu firme para grande defesa de Renan. Na frente do placar, o time comandado por Jorginho recuou suas linhas, congestionou a intermediária e ficou à espera de um contra-ataque. E ele veio. 

Já aos 45, após bola recuperada, Churín recebeu com espaço pelo meio e enfiou boa bola para Baralhas, que ajeitou o corpo e bateu na saída de Rochet. 

O brilho de "Luizito" Fernando 

Na volta do intervalo, buscando uma mudança no panorama do confronto, o técnico Pablo Repetto, enfim, promoveu a entrada de Luis Suárez, que entrou junto com o meia Alex Castro. As alterações, entretanto, não surtiram efeito e o Atlético seguiu com o controle das ações. 

Tanto que aos oito, após mais uma descida certeira, o Dragão ampliou. Renan repôs a bola no ataque, Churín brigou com a marcação e abriu espaço para o carrasco Luiz Fernando, que recebeu na esquerda, clareou para o meio e colocou no cantinho, sem chances para o goleiro. 

Na lona, a equipe visitante continuou sem encontrar soluções para agredir os goianos, que mostraram maturidade para administrar a vantagem e fizeram o tempo passar no Serra Dourada. Nos minutos finais, o Nacional ainda esboçou uma pressão pelo "gol de honra", mas parou em Renan. 

Aos 39, Fagundes girou bonito na entrada da área e colocou na gaveta. Atento, o goleiro atleticano voou e fez uma grande defesa para manter, sacramentando uma classificação histórica e inédita às semis da Sul-Americana. O único ponto negativo da noite do Dragão surgiu já nos acréscimos. 

Luiz Fernando, o melhor jogador da eliminatória, se destemperou, deixou o braço no rosto adversário e recebeu o cartão vermelho. O camisa 18 agora vai desfalcar o Atlético no primeiro jogo das semifinais.

*Com informações de oGol.

Nenhum comentário